A prática da “Rachadinha” e o caso Fabrício Queiroz - Assessor de Flávio Bolsonaro

18/06/2020

Na manhã de 18/06/2020, Fabrício Queiroz, ex assessor de Flávio Bolsonaro, foi preso de forma preventiva em uma casa na Cidade de Atibaia - SP.

O Acusado é suspeito pela prática do crime de "rachadinha", uma prática comum dentro do cenário político, que consiste em solicitar parte do dinheiro de um assessor para si ou para outrem.

O Ministério Público do Rio de Janeiro - RJ, pediu a prisão preventiva alegando que o mesmo poderá estar envolvido em associação criminosa, risco de fuga e interferência nas provas.

O caso em tela não se trata de que ele seja ou não acusado, mas sim a explicação de como funciona o crime e quais são as possíveis consequências para aqueles que aceitam a prática.

Espero que tenha esclarecido e qualquer dúvida, deixe sua a mensagem que respondemos.